Com roteiro deixando a desejar, Venom estreia hoje nos cinemas

O primeiro filme do vilão da Marvel finalmente chegou aos cinemas. Produzido pela Sony, que obteve os direitos do personagem após um acordo, o longa estreia hoje no Brasil e promete ganhar o público com muitas cenas de ação. Mesmo sendo o antagonista do Homem-Aranha, Venom acaba se tornando uma espécie de anti-herói no seu solo nesse universo cinematográfico.

O jornalista Eddie Brock, interpretado por Tom Hardy, é o personagem principal da trama. Após a investigação de um acidente, causado por uma fundação responsável por enviar foguetes para o espaço em busca de vidas extraterrestres, Eddie perde seu emprego por criticar os experimentos com cobaias humanas. Depois disso, ele é chamado por uma das cientistas de dentro da empresa e acaba sendo infectado por uma gosma negra, que o transforma em Venom, uma espécie de simbionte (parasita) alienígena.

hardy e par

Os atores Tom Hardy e Michelle Willians em cena do longa Foto: Divulgação

O roteiro não é bom, porque deixa o espectador confuso, já que a história demora muito para focar no principal, a origem de Venom, que quase não é falada durante o filme. Esse detalhe é importante, pois deixa em aberto explicações sobre como algumas situações acontecem. Em uma hora e meia de duração, um terço desse tempo é focado na vida do principal personagem, sem muitos diálogos importantes e com piadas usadas em horas erradas. Nenhuma atuação ótima foi vista, apesar de estarmos falando de atores como Michelle Willians, Riz Ahmed e Jenny Slater.

O que é perceptível, chegando a incomodar, são as cenas rápidas e sem continuidade ou explicação. Os personagens principais não têm uma personalidade sólida e suas características não são reveladas até a virada da trama, o que não ajuda na relação amorosa de Brock com seu par romântico, parecendo até que Venom é o seu par no filme. É importante destacar que o anti-herói nos quadrinhos tem um tom muito mais sombrio, chegando a ser mesmo vilão.

venom

O jornalista Eddie Brock se transforma no alienígena Venom Foto: Divulgação

Porém, o filme não chega a ser um desastre. O humor funciona, apesar de ser forçado em algumas cenas, parecendo imitar outro personagem carismático desse universo de super-heróis, o famoso Deadpool. Um dos destaques da trama, a relação de Eddie com Venom é um dos pontos positivos. Sempre de forma cômica, há momentos em que o simbionte chega a dar conselhos amorosos para Eddie.

As cenas de luta e perseguição que acontecem contra os seguranças da fundação vão prender a atenção do público. Mesmo com indicação de 13 anos, existe a violência. Essa é uma característica do personagem, mas que é feita de forma que não dê para ver o sangue quando ele “se alimenta” de seus vilões, ocorrendo uma mudança de foco da câmera.

Classificação: 13 anos


Kim Oliveira – 7º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s