Esporte

Los Angeles Lakers vence Miami Heat e se torna um dos maiores campeões da NBA

LeBron James comanda equipe Californiana que volta a ganhar um título após dez anos. O último foi com Kobe Bryant, homenageado na comemoração

Normalmente com jogos equilibrados, as finais da NBA foram marcadas, mais uma vez, por uma disputa acirrada. No complexo esportivo da Disney, em Orlando, o Los Angeles Lakers venceu o Miami Heat por 106 a 93, fechando a série em 4×2 e conquistando o 17° título da franquia. Com o troféu da temporada 2019-2020, os Lakers se igualam ao Boston Celtics e, agora, são os maiores vencedores da NBA, a principal liga de basquete dos Estados Unidos.

Lakers posam para foto com troféu. (Foto: Reprodução/Los Angeles Lakers twitter)

Considerado o melhor jogador de basquete da atualidade, LeBron James foi escolhido como MVP, jogador mais valioso das finais. Cestinha da noite, do segundo, quarto e quinto jogos da série, o “King” chegou ao seu quarto título de NBA em dez finais que disputou, durante as 17 temporadas em que esteve na liga.

LeBron segurando os troféus de Campeão e MVP. (Foto: Reprodução/NBA)

Antes mesmo do fim da temporada regular, poucos apostavam que o Miami Heat chegaria até às finais da NBA. A equipe da Flórida desbancou os favoritos Milwaukee Bucks e Boston Celtics nos playoffs e finais de conferência Leste, respectivamente. Já os Lakers eram considerados favoritos por diversas pessoas, desde fãs até os jornalistas que acompanham o esporte.

Os primeiros jogos da série final foram marcados por uma vantagem da equipe de Los Angeles. Inclusive, na primeira partida, o Miami sofreu com as lesões de Adebayo, que retornou no jogo quatro, e de Dragić, que só voltou a entrar em quadra no último jogo. O Heat consegui vencer o terceiro e o quinto jogos, este último com atuação de gala de Jimmy Butler, que atuou 47 dos 48 minutos do confronto.

Jimmy Butler deu trabalho para a equipe dos Lakers.
(Foto: Reprodução/Miami Heat twitter)

O jogo

O início da partida começou equilibrado, com ambas as equipes pontuando. Os Lakers dificultaram o jogo do Heat por meio de uma forte ação defensiva com o intuito de que jovens jogadores como Herro e Robinson cometessem falhas. Apesar disso, Robinson acertou duas bolas de três, mas o astro Jimmy Butler marcou apenas quatro pontos. O Heat também contava com a volta de Dragić, que perdeu quase a série inteira devido a uma lesão no primeiro jogo. Além disso, os Lakers tinham outros pontos fortes, como o rebote ofensivo e o jogo no garrafão com LeBron e Anthony Davis.

O segundo quarto foi um pesadelo para o Miami Heat. Além dos erros de inúmeros lances livres e bolas de três, a equipe viu os Lakers abrirem 30 pontos de vantagem. Rajon Rondo estava “on fire” e marcou nove pontos para a equipe californiana. Os Lakers souberam aproveitar a rotação, em que diferentes jogadores entram em quadra e participam da partida, para pontuarem de diversas formas. Apresentando um belo trabalho na defesa, os Lakers fizeram com que o Heat pontuasse pouquíssimo e aproveitou a velocidade no jogo de transição para fechar o primeiro tempo em 64 a 36.

“King” James sobe para mais dois pontos (Foto: Reprodução/NBA)

Na volta do intervalo, o Heat melhorou com Butler e Adebayo, mas não foi possível parar a alta intensidade que os Lakers mantiveram na partida. Rondon e LeBron continuaram com uma boa pontuação e deixaram o Los Angeles com uma mão na taça. No último quarto, o Miami conseguiu diminuir a vantagem para 13 pontos, mas já era tarde demais. LeBron, com 35 anos, ainda conseguiu tempo para mostrar porque é o melhor jogador da liga em sua 17° temporada de NBA. O “King” alcançou um triplo duplo, quando um jogador atinge dígitos duplos em três fundamentos diferentes, e foi o cestinha da partida com 28 pontos, levando o time de Los Angeles para mais um troféu após dez anos sem títulos.

Homenagem à Kobe Bryant

O título conquistado neste domingo tem um sentimento especial para o Los Angeles Lakers. Kobe Bryant, ídolo da franquia e um dos maiores esportistas de todos os tempos, morreu em janeiro deste ano ao lado da sua filha Gianna em um acidente de helicóptero, na Califórnia. Em várias entrevistas ao longo da temporada, LeBron e outros jogadores dos Lakers disseram que o título seria uma forma de prestar homenagem à Kobe. Após o título, Anthony Davis disse em entrevista que tudo o que a equipe fez foi por Kobe. O Staples Center, ginásio em que os Lakers mandam seus jogos, ficou inundado por fãs do time que prestaram homenagem à Kobe com gritos.

A próxima temporada

Em um ano que ficará marcado para sempre na história, que possui motivos que vão desde a paralisação da liga causada pelo coronavírus até o nível altíssimo dentro das quadras, a temporada 2019-2020 da NBA chegou ao fim. O próximo ano promete ser ainda mais equilibrado com o retorno e a chegada de diferentes jogadores. Os torcedores vão ter que esperar por um tempo, já que a liga ainda não tem um calendário da próxima temporada devido à pandemia. De qualquer forma, todos os fãs da bola laranja só possuem um objetivo: voltar a vibrar com os grandes jogos que apenas o basquete, através da NBA, proporciona aos amantes do esporte.

João Henrique Reis – 4° período

1 comentário em “Los Angeles Lakers vence Miami Heat e se torna um dos maiores campeões da NBA

  1. Pingback: Jornalistas e cientista político comentam caso Carol Solberg | Agência UVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s