Da sala de aula

Uma nova realidade para as crianças em quarentena

Isolamento social traz novos desafios para pais e responsáveis

As crianças vêm se adaptando a uma nova rotina. A pandemia de Covid-19, que se espalhou pelo Brasil, tornou-se um grande desafio para todos, principalmente para aqueles que precisam exercer novas funções com os pequenos dentro de casa. Desde comerciantes que tiveram seus estabelecimentos fechados a médicos com rotinas totalmente alteradas e arriscadas, a adaptação em geral está sendo uma tarefa bem difícil.

Com a mudança repentina, as crianças que antes frequentavam escolas, parques, festas, cinemas e outras atividades comuns do dia a dia, hoje enfrentam a dificuldade de terem que se adaptar a espaços menores, fixos e, por vezes, entediantes. Por conta disso, muitos pais têm se desdobrado para encontrar meios de conciliar a nova rotina de trabalho com a também nova rotina de seus filhos.

O apoio dos responsáveis é fundamental nesse momento, mas nem sempre isso é uma tarefa fácil. Márcia Jacomim Martins, de 33 anos, mãe da Manuella, de 10, e Júlia, de 1, tenta manter a calma e agir naturalmente, o que julga ser difícil e cansativo, já que além de desempenhar todas as suas funções como mãe, agora tem que ser também professora: “Não estou dando conta de tudo”, reflete.

Manuella distraindo sua irmã mais nova durante a quarentena. (Foto: Arquivo Pessoal)

A recomendação da pediatra carioca Inês Dantas para que as crianças se mantenham saudáveis psicologicamente, basicamente, é promover atividades que preencham seu tempo, seja com brincadeiras saudáveis, ou chamadas de vídeo, sempre impondo limites: “É importante os pais controlarem o horário de exposição às telas, vigiando o conteúdo acessado nas redes e reservando um tempo diário para as atividades escolares”, esclarece.

Preencher o tempo com atividades lúdicas também parece ser uma boa opção. Helena Barcelos, de 3 anos, tem aproveitado o isolamento social para curtir um lugar bem diferente do apartamento onde mora, na Tijuca: o quintal da casa da avó, em Maricá, no estado do Rio de Janeiro. Com mais espaço para brincar e com mais companhias para se distrair, Helena não parece querer voltar para casa: “Aqui eu pulo amarelinha e vejo filme todos os dias”, diz ela, com toda a sua inocência, sem saber de fato tudo o que se passa lá fora.

Helena Barcelos fantasiada na casa de sua avó, em Maricá-RJ
Foto de Arquivo Pessoal

*Matéria produzida pelo aluno José Paulo Gonçalves Sobral Silva para a disciplina Teoria e Técnica da Notícia, ministrada pela professora Maristela Fittipaldi.

Agência UVA é a agência experimental integrada de notícias do Curso de Jornalismo da Universidade Veiga de Almeida. Sua redação funciona na Rua Ibituruna 108, bloco B, sala 401, no campus Tijuca da UVA. Sua missão é contribuir para a formação de jornalistas com postura crítica, senso ético e consciente de sua responsabilidade social na defesa da liberdade de expressão.

1 comentário em “Uma nova realidade para as crianças em quarentena

  1. Maristela Fittipaldi

    PARABÉNS, José Paulo!!Bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s