Geral

Coronavírus: 20.047 óbitos e 125.960 recuperados

Brasil é o 6º país no mundo com maior número de mortes e 3º em número de casos, segundo a OMS

O Ministério da Saúde registrou, na última quinta (21), 18.508 novos casos de Covid-19. No total, somam 310.087 acumulados, dos quais 125.960 estão recuperados, 164.080 seguem em acompanhamento e 20.047 morreram.

O Sudeste é a região mais atingida pela doença, com total de 120.302 infectados. Minas Gerais é o estado menos afetado, com apenas 5.596 casos registrados e 191 mortes, números inferiores ao Espírito Santo, menor e menos populoso estado da região.

Covid-19 coronavírus nas regiões brasileiras
Monitoramento dos casos de Covid-19 nas regiões brasileiras. (Gráfico: Reprodução/Ministério da Saúde)

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o Brasil é o 3º colocado mundial em número de infectados, precedido por Estados Unidos, com 1.501.876 casos, e Rússia, com 317.554. Em número de óbitos, o país fica atrás de Estados Unidos, Reino Unido, Itália, França e Espanha.

Brasil é o 6º país em número de mortes por Covid-19 no mundo. (Gráfico: Reprodução/OMS)

Na última quarta (20), o Ministério da Saúde anunciou o protocolo de administração, nas unidades do SUS, de cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento de Covid-19. Antes do protocolo federal, hospitais privados das operadoras Unimed e Prevent Senior já contavam com procedimentos próprios de uso dos medicamentos.

Não há consenso entre cientistas sobre a eficácia da cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19. Usada no tratamento de lúpus e malária, a cloroquina mostrou eficácia, em 2016, no tratamento do zika vírus em mulheres grávidas, e é defendida por médicos pesquisadores como o francês Didier Raoult e a nipo-brasileira Nise Yamaguchi no tratamento da Covid-19.

O Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo, divulgou nesta quinta (21) o desenvolvimento de um exame capaz de analisar até 16 vezes mais amostras do novo coronavírus, ideal para testagem em massa. Com a vantagem de não apresentar casos de falso-positivo, o teste lê pequenos fragmentos de DNA, na região nasal ou saliva do paciente, para identificação de doenças ou mutações genéticas.

Atualmente, os testes rápidos usados no Brasil detectam anticorpos produzidos pelo organismo cerca de 14 dias após a contaminação, com taxa de falsos-negativos chegando a 30%. Já o novo teste, é capaz de identificar a Covid-19 desde o primeiro dia de infecção. De acordo com os pesquisadores, a previsão é que a novidade chegue aos hospitais até o início de junho.

LEIA TAMBÉM: Semana de Meio Ambiente começa abordando a relação entre Covid-19 e poluição
LEIA TAMBÉM: Coronavírus: supermercado adota regras de prevenção ao contágio

Isabela Jordão – 7o período

0 comentário em “Coronavírus: 20.047 óbitos e 125.960 recuperados

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s